Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida é bonita.

A vida é bonita. É bonita, mesmo quando não a conseguimos ver assim.

A vida é bonita.

A vida é bonita. É bonita, mesmo quando não a conseguimos ver assim.

Um caderno novo?!

 

Gosto de passear no meio de corredores, com prateleiras recheadas de material escolar, mais precisamente recheadas de cadernos de todos os tipos. E escolher um caderno bonito para levar comigo.

 

Delicio-me sempre que abro um caderno novo e começo a escrever as primeiras palavras, é um momento mágico. Representa sempre o princípio de algo, um recomeço, uma nova fase, ou, muitas das vezes, apenas uma vontade que assim seja.

Escrevo para organizar pensamentos, para desabafar as minhas dores, para fazer planos. Algumas vezes fico simplesmente a fazer uns rabiscos/desenhos que a minha mão faz autonomamente, quase sem eu dar conta, enquanto a minha mente vagueia entre os seus pensamentos.

 

Hoje, começo este blog, não sinto a emoção das primeiras palavras escritas, na primeira de página de um caderno a estrear. Sinto alguma ansiedade e receio da exposição. O que escrevo nos meus cadernos é só meu, o que escrever aqui é de quem por cá passar.

 

Este blog não é o impulso de um momento. Não, não é. É algo que desejo concretizar há mais ou menos um ano, mas alguns "obstáculos" e imprevistos  impediram a sua existência mais cedo.

 

Há cerca de um ano, enfrentava um momento muito difícil de perda e comecei a passear por este mundo dos blogs, à procura de alguém que estivesse a passar pelo mesmo, de forma a perceber como os outros lidavam com uma das maiores dores da vida: a perda de uma das pessoas mais importantes da nossa vida, senão a mais importante. Alguém que amamos eternamente. Não encontrei o que procurava, mas para minha surpresa, eu que sempre vivi  afastada "deste mundo", encontrei alguns blogs que me distraiam e me traziam algum alento. Comecei a participar com os meus comentários e.... para meu espanto fui recebida com muito carinho. Ok, hoje percebo que tive muita sorte em ter parado no blog da minha querida Kikas.  Ela deu-me a atenção e o carinho que precisava, sendo simplemente  ela, delicada, carinhosa e muito sensível. Através do seu blog conheci outros blogs, do seu grupo de amigos, que igualmente me receberam atenciosamente e carinhosamente. E foi este grupo que me motivou a querer fazer parte deste "mundo dos blogs". Obrigada a todos os que me receberam carinhosamente.

 

A todos os que já me conhecem, muito obrigada de coração.

 

 

(Na próxima Quinta-feira passo por aqui, talvez antes se puder)

31 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D