Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A vida é bonita.

A vida é bonita. É bonita, mesmo quando não a conseguimos ver assim.

A vida é bonita.

A vida é bonita. É bonita, mesmo quando não a conseguimos ver assim.

Precisa-se de guarda-roupa só para alguns dias do mês...

De um dia para o outro, sinto que a roupa vira espartilho. As pernas e a barriga lutam com as calças, como se quisessem rebentar as costuras.  Enquanto eu começo a odiar o soutien os pés suplicam por chinelos.

 

De repente a gula toma conta de mim, a paciência vai passear e tudo culmina com uma súplica urgente do meu corpo e mente por repouso. Passo o dia a desejar o conforto da minha caminha para me estender sobre ela, e ficar sossegadinha a minimizar o desconforto.

 

Já sei que,...

uns dias depois, como se algo mágico acontecesse, e acontece, acordo e o meu corpo regressou a seu estado normal, a vontade de devorar chocolate desapareceu, a roupa deixou de apertar e há uma serenidade a habitar o meu ser que me deixa feliz.

 

Mesmo assim, como adoro ser mulher.

 

Agora não é possível  menosprezar a compra de umas pecinhas de roupa, um tamanho acima do habitual, apropriadas a esta metamorfose. 

 

2018 - O que tens para mim?

Entrei em 2018 muito calmamente, sem fogo de artifício, sem festa, simplesmente expectante. Com o receio de quem tem tido anos difíceis, mas sempre com um pouco de esperança de que este seja um ano calmo, o ano que me permita encontrar paz, o meu bem- estar.

 

Paz, Saúde e muito Amor para todos nós, são os meus desejos neste Novo Ano.