Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida é bonita.

A vida é bonita. É bonita, mesmo quando não a conseguimos ver assim.

A vida é bonita.

A vida é bonita. É bonita, mesmo quando não a conseguimos ver assim.

Parabéns RTP! Assim, sim!

Estou orgulhosa da Canção que vai representar Portugal na Eurovisão.

Assisti à final do Festival da Canção e gostei. Não assisti às fases que antecederam a selecção das canções, mas gostei das canções seleccionadas. Conseguiram contemplar diversos estilos (não sei se é a palavra correcta a empregar) de canções.

Considero que Portugal ficaria bem representado por qualquer uma das duas canções que ficaram nos dois primeiros lugares. "Amar pelos dois" interpretada por Salvador Sobral e "Nova Glória" interpretada pelos Viva La Diva.

Recuperaram o Festival da Canção e conquistaram-me. Irei assistir ao Festival da Eurovisão e torcer pelo nosso Salvador Sobral.

 

Gostei igualmente de todo o espectáculo comemorativo dos 60 anos da RTP. Rever o passado, reviver as musicas de anteriores Festivais nas vozes de Tatanka, Miguel Ângelo, NBC, Marta Hugon e Susana Félix  e da extraordinária Rita Guerra. As homenagens realizadas a quem já não está entre nós. O respeito pelo grande talento e legado de Eunice Munoz, Ruy de Carvalho, Simone de Oliveira e numa outra dimensão Júlio Isidro, homenageados presencialmente.

 

Gostei da sintonia, cumplicidade e simplicidade das apresentadoras Catarina Furtado e Sílvia Alberto. E claro, para um toque mais jovial e descontraido nada como a irreverente e única Filomena Cautela.

Parabéns a todos os que proporcionaram o espetáculo de ontem. 

43 comentários

Comentar post